Ergonomia e alguns cuidados na hora de comprar a melhor cadeira de escritório

Ter uma boa cadeira no escritório é tão importante quanto o colchão em que dormimos. O uso de cadeiras ergonômicas adequadas garante o conforto do indivíduo, além de ser essencial para a saúde do nosso corpo.

Pode parecer um pequeno detalhe quase imperceptível, mas a escolha da cadeira certa e uma postura correta faz toda a diferença depois de um longo dia de trabalho, até porque, muitas vezes, passamos mais tempo sentados trabalhando do que em qualquer outro lugar, inclusive no sofá de nossa casa.

No post de hoje você pode conferir algumas dicas para não errar na escolha de uma cadeira para usar no escritório, ou em sua casa se trabalha como home office.

Caso queira se especializar no assunto veja aqui a norma mais recente que especifica as características físicas e dimensionais e classifica as cadeiras para escritório, bem como estabelece os métodos para a determinação da estabilidade, da resistência e da durabilidade de cadeiras de escritório, de qualquer material, excluindo-se longarinas e poltronas de auditório e cinema, é NBR 13962:2018 da Associação Brasileiras de Normas Técnicas.

1. Descubra o perfil do usuário

A primeira coisa a se fazer é analisar o perfil do usuário e o ambiente em que a cadeira será usada. Hoje é possível encontrar diversos modelos de cadeiras ergonômicas para todos os tipos de postos operacionais, cada uma com suas próprias particularidades e características de utilização.

2. Ergonomia

Além do conforto a ergonomia é o principal atributo para se escolher uma cadeira, é ideal também para minimizar os riscos a saúde de todos presentes no ambiente de trabalho. Cadeiras mal reguladas ou de tamanhos mal dimensionados podem causar problemas sérios na coluna, pescoço, ombros e braços, e isso pode gerar o afastamento de trabalhadores, algo terrível para a produtividade de uma empresa.

Principais dicas na hora de definir a compra uma cadeira ergonômica e quais regulagens devo constatar na cadeira para que ela permita que eu sente de forma saudável:

  • Os antebraços devem ficar apoiados nos braços da cadeira ou na mesa, sem que os punhos fiquem tensionados;
  • Os cotovelos precisam manter um ângulo de 90 graus em relação à mesa;
  • Os pés devem permanecer apoiados no chão e caso não seja possível deve-se utilizar um apoia-pés;
  • Postura da coluna ereta;
  • O assento deve permitir alterações de postura, aliviando assim as pressões dos discos intervertebrais, além disso, perceba ao sentar se há uma distância entre a dobra da perna (panturrilha) e a borda frontal do assento, isso evita estrangulamento da circulação sanguínea e possíveis problemas de saúde;
  • O encosto precisa fornecer um bom suporte para lombar e que seja regulável na altura;

3. Regulagens

Regulagens Básicas:

Existem diversos tipos de regulagens, que vão depender do modelo da cadeira escolhida. As regulagens básicas encontradas em praticamente todas as cadeiras de escritório são as de altura do assento, posicionamento de inclinação do encosto e ajustes de altura dos braços.

A possibilidade de regular a altura da cadeira (em conjunto com o apoia-braço, caso haja este acessório) é muito útil para garantir a altura adequada de acordo com a mesa, permitindo que o antebraço e o braço fique na posição correta em relação à mesa não sobrecarregando os punhos, cotovelo e ombros, já as pernas não podem ficar suspensas perdendo o apoio dos pés prejudicando a circulação sanguínea, mas dependendo da altura do usuário somente é possível o apoio dos pés com a utilização do acessório ‘apoia-pés’, caso o usuário consiga regular a altura da cadeira posicionando o antebraço sobre a mesa ou sobre o apoia-braço em um ângulo de 90º e seus pés totalmente apoiados no chão em um ângulo mínimo de 90º este seria o melhor dos mundos, mas dependendo da estatura do indivíduo pode não ser possível, é muito fácil este tipo de situação quando a mesa é regulável na altura.

Enquanto que as regulagens da inclinação do encosto e altura do apoio lombar são importantes para minimizar dores nas costas e impactos na coluna. Pois algumas pessoas que passam muito tempo em frente ao computador acabam usando a mesa para apoiar seus braços, e a tendência de inclinar-se para frente é grande, entretanto, com as costas apoiadas e a região lombar protegida é possível evitar a postura “curvada” e ficar mais confortável de forma mais correta.

Regulagens avançadas:

Cadeiras com ajustes mais avançados possuem um estágio tipo “Relax”. Ele permite o recline do conjunto do assento e encosto, sustentando o peso do usuário permitindo o completo apoio na região lombar estando a cadeira inclinada para frente ou para trás seu travamento e o ajuste de pressão exercido na lombar, torna os movimentos mais firmes e suaves. O sistema permite também o movimento do corpo e alongar os músculos das costas, tirando a tensão acumulada após horas sentado.

4. Qualidade dos produtos utilizados

Igual a qualquer outro produto no mercado, existem cadeiras com diferentes padrões e níveis de qualidade. Não tenha pressa e não se deixe levar somente pela aparência na hora de escolher a cadeira ideal. Lembre-se que muitos colaboradores irão passar um bom tempo sentados e o conforto é um fator que influencia diretamente na produtividade.

O que observar:

  • Observe se a base da cadeira giratória possui reforço,
  • Se tem estabilidade,
  • aproveite para sentar e mexer nas regulagens de altura,
  • simule condições dentro do ambiente de trabalho e não deixe de tirar todas as dúvidas com o vendedor. Ele vai saber como te ajudar na decisão do melhor modelo.
  • Dica final: só compre quando tiver certeza de que encontrou a cadeira ideal!

Existem cadeiras de espuma laminada e espuma injetada, sendo possível perceber visualmente a diferença entre elas. A cadeira de espuma laminada é composta por lâminas de baixa densidade, o que a deixa mais macia, porém, ela costuma deformar mais fácil com o tempo de uso, deixando o usuário sentado diretamente na estrutura do assento que por sinal não é nada macio.

A espuma laminada possui característica de baixa qualidade aqui no Brasil, cadeiras de grandes empresas fabricadas no exterior utilizam a espuma laminada de alta qualidade, inclusive a Irwin (parceira da Flexform em auditórios).

A cadeira de espuma injetada possui densidade controlada e é criada já com o formato do assento ou do encosto, garantindo mais durabilidade e resistência, além de ser bastante confortável também. Não se deixe levar pelas aparências, você deve gostar do que vê, mas é preciso certificar-se de que o produto seja próprio para o uso corporativo intenso.

Ainda no quesito qualidade, existem normas nacionais e internacionais para cadeiras (citadas no início deste post), fabricar o produto conforme as normas não é obrigatório no Brasil (exceto cadeira plástica), entretanto, empresas responsáveis e que buscam a excelência procuram desenvolver os produtos atendendo aos requisitos presentes nas normas, dando ao consumidor a garantia que os requisitos dimensionais, de estabilidade, durabilidade e segurança estão de acordo com as exigências, é claro, opte sempre por produtos que atendem às normas, ou melhor ainda, que são certificados.

Como curiosidade um dos itens que no Brasil não pode ser comercializado sem a devida certificação são as cadeiras plásticas (fabricada toda em plástico, desde o assento, o encosto e as pernas), portanto, ao comprar um cadeira para lounge, piscina, churrasqueira, restaurante, não deixe de consultar o selo INMETRO na cadeira plástica de sua escolha.

5. Acabamentos

Saindo um pouco da questão ergonômica o acabamento é um detalhe importante que interfere totalmente na durabilidade da cadeira e no conforto do usuário.

Como por exemplo, o material de revestimento da cadeira é um item importante para praticidade no dia a dia do escritório. Cadeiras de tecido dificultam um pouco mais em sua limpeza, entretanto, faz boa troca de calor principalmente a lã.

Já as cadeiras com encosto em telas de nylon poliéster ou PVC são mais fáceis de serem limpas, além de permitirem que o ar circule próximo ao corpo, reduzindo a sensação de calor e desconforto.

As cadeiras de couro sintético ou natural não permitem uma ventilação tão boa, por outro lado, elas são bem fáceis de limpar, confortáveis e bonitas. A escolha vai depender do tipo de escritório, do usuário e também do processo de limpeza dessas cadeiras.

6. Atenção ao preço do produto

Um erro muito comum na hora da compra é escolher a cadeira apenas se guiando pelo preço.

Mesmo parecendo um bom negócio, muitas vezes o barato sai caro. Cadeiras baratas não oferecem o mesmo conforto e durabilidade, podendo quebrar rapidamente, o que causaria ainda mais prejuízos. Uma cadeira de qualidade dura por muitos anos, garantindo o bem estar de quem a usa e melhor rendimento no escritório.

Lembre-se que a cadeira vai te acompanhar durante todo o dia, por isso, ela deve ser a sua melhor companhia no escritório. Uma cadeira ruim pode reduzir a sua concentração e produtividade, por isso, não trate este assunto como algo supérfluo. Ele é muito importante para garantir bons resultados e a qualidade de vida dentro do ambiente corporativo! 

 

Renove sua empresa com mobiliários de qualidade na ReferênciaSC.

Produtos Relacionados:

Últimos Posts: