Mobiliário corporativo para ambientes colaborativos: tudo que você precisa saber
Mobiliário corporativo para ambientes colaborativos: tudo que você precisa saber

Conheça a nova linha Collaborative da Flexform!

Você já reparou como as empresas estão mudando as suas instalações? Antes, uma empresa só era considerada bem-sucedida caso apresentasse um grande espaço de trabalho. A tão falada “sede” se tornou a obsessão de muitos empresários, que sonharam com suas enormes salas como um cartão de visitas do sucesso empresarial.

Essa perspectiva está caindo em desuso. A qualidade de uma empresa já não é medida pelo tamanho de seu escritório, sendo que muitas delas já começam a trabalhar em novos ambientes, como os coworkings. Esses espaços são divididos por várias empresas, lojas virtuais, agências e tantos outros tipos de empreendimento que utilizam o local e pagam um custo menor de aluguel pela utilização.


O boom do coworking

Em março de 2017, foram computados 810 espaços de trabalho colaborativo no Brasil, um aumento de 114% em relação a 2016. Com tantos coworkings por aí, é natural que cada um adote um estilo e um conjunto de móveis. Esse mobiliário precisa ser adequado e útil para empresas de diversos segmentos, por isso, no momento de escolher um coworking para a sua empresa (ou caso você esteja interessado em empreender e montar um coworking), é preciso escolher boas peças para compor as salas e ambientes comuns.


Funcionalidade em primeiro lugar

Antes de ser bonito e “moderninho”, o coworking precisa ser funcional. Pelo fato de não possuir uma arquitetura focada em um único tipo de negócio ou empresa, os ambientes precisam ser “dinâmicos”, ou seja, devem possuir infraestrutura para acomodar com conforto desde startups de tecnologia até escritórios de publicidade, agências ou lojas virtuais.

Para não errar na montagem, é necessário ter em mente algumas rotinas e necessidades comuns para todas as empresas, como mesas e cadeiras confortáveis para trabalho com ergonomia, um espaço adequado para reuniões e um local para atendimento dos clientes. Hoje é bem comum um espaço reservado para descompressão e reuniões rápidas e informais.


Pense em mobilidade!

Coworking precisam ser ambientes versáteis, e em alguns casos é até permitido alterar a disposição dos móveis para atender às necessidades de uma empresa. Para facilitar nessa mudança e para deixar o ambiente sempre conservado, aposte em móveis modulares que permitam sua ampliação/redução de postos de trabalho e principalmente mudanças de locais e não em móveis planejados e fixos.


Aposte nos espaços de trabalho com mesas tipo plataforma

O conceito das workstations em plataforma envolve grandes mesas espaçosas que podem ser divididas por diversos colaboradores. Esses ambientes “horizontalizados” ampliam a sinergia das equipes e permite que as empresas com poucas pessoas ocupem espaços reduzidos, o que gera custos menores.

Os coworkings podem ter diversos estilos e decorações, mas o importante é sempre pensar que ele é um produto que precisa se adequar às necessidades do público que pretende atingir, por isso, antes de gastar muito dinheiro com decorações que custam caro e servem apenas para ilustrar o ambiente, aposte em um mobiliário de qualidade, capaz de ajudar muitas empresas a se organizar e usufruir de um ótimo espaço de trabalho!